[RESENHA] Como se Casar com Um Marquês - Agentes da Coroa #02 - Julia Quinn
Home Autora Julia Quinn [RESENHA] Como se Casar com Um Marquês – Agentes da Coroa #02 – Julia Quinn

[RESENHA] Como se Casar com Um Marquês – Agentes da Coroa #02 – Julia Quinn

Por Mary Oliveira
0 Comentário
Vamos de Julia Quinn (Queen <3 ) e romance de época porque sim!
Em Como Se Casar Com Um Marquês temos a chance de rever um personagem que se destacou muito em Como Agarrar Uma Herdeira, primeiro volume desta duologia. James Siddwell, nosso Marquês de Riverdale, melhor amigo de Blake, espião e personagem que roubou meu coração, volta agora com sua própria história.
Neste livro temos James em uma missão diferente das que recebia quando ainda trabalhava em tempo integral para o Departamento de Guerra da Inglaterra, desta vez foi sua tia, Lady Danbury, quem o contactou para ajudá-la a solucionar um mistério e resolver algo que, aparentemente, apenas ele poderia ajudar. Ávido por alguma adrenalina, algo que desafiasse sua mente, James aceita e segue para a propriedade de sua tia, onde se passará pelo novo administrador da propriedade, com um sobrenome diferente. Lá ele conhece a dama de companhia de sua tia, Elizabeth Hotchkiss.
Elizabeth é uma mocinha admirável, desastrada e divertida que nos conquista desde o início. Ela é a irmã mais velha de seus três irmãos e cuida deles como apenas uma mãe faria, apesar de seu salário como dama de companhia não suprir todas as necessidades que sua família tem. Ciente de que precisa fazer algo para melhorar a vida de todos, ela percebe que arranjar um casamento é a sua única chance, mesmo que se sinta mal em fazer algo assim, ela está determinada não apenas a encontrar um marido, mas em ser a melhor esposa para ele, como uma forma de “compensá-lo”.
Elizabeth e James se encontram quando ele finalmente chega à casa de Lady Danbury e a encontra tentando sair com um livro muito suspeito que, ele não sabe, mas se intitula “Como se Casar com um Marquês”, que a Elizabeth encontra na biblioteca da tia dele e acredita que talvez possa ajudá-la em sua empreitada . Desde o primeiro encontro, sinceramente, já começamos a shippar esse casal loucamente e à medida em que eles se conhecem, se aproximam e se relacionam, tanto por causa do livro como pela amizade que floresce entre os dois, a gente só torce mais e mais por eles.
Eu dei muitas risadas com a Elizabeth, com a maneira espontânea e desajeitada dela, amei ainda mais o James e o modo com a autora adicionou a família da mocinha na história, mostrando como eram parte importante da trama (afinal, eram o motivo da Elizabeth acreditar que precisava de um marido). Apesar de ser um clichê, os toques dados pela autora tornaram a história única, gostosa e muito divertida de ler.
A escrita da Júlia é leve, fluída, divertida e isso apenas torna a leitura ainda melhor.
Apesar de não ter gostado muito do primeiro livro dessa duologia, esse eu amei e recomendo muitíssimo <3
Logo volto com outra resenha. Se será de romance de época, eu não sei, mas eu tô bem viciada no gênero ultimamente HAHAHAHA
Me contem o que acharam, se já leram ou não.
Beijooos *——*
  • Capa
  • Diagramação
  • História
  • Personagens
  • Revisão
4.2

Ficha Técnica

Considerada “a rainha dos romances de época” pela Goodreads, os livros de Julia Quinn atingiram a marca de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo. “Julia Quinn é nossa Jane Austen contemporânea.” – Jill Barnett Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa. Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa. Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual. É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente… Elizabeth Hotchkiss. Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada. Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

Número de páginas: 320 páginas
Editora: Arqueiro
Classificação Indicativa: +16

0 Comentário
0

Posts Relacionados

Deixe um comentário