Home Autora C. Muguet [RESENHA] Don Angelo – C. Muguet

[RESENHA] Don Angelo – C. Muguet

by Yukie
Don Angelo foi um livro que me trouxe muitos sentimentos conflitantes. De amor a raiva e de volta ao amor. Sem esquecer a aflição, a sensação de impotência e a incerteza de que tudo irá dar certo no final.
Para quem gosta de livros com mafiosos, com certeza vai gostar desse livro, principalmente por haver todo o mistério, os problemas envolvendo o casal e a vida deles.
Neste primeiro livro vamos conhecer Isadora e Angelo. Ele é o Don da mafia, ela é uma “simples” brasileira que cuida da sua sobrinha e família.
O que Isadora não sabe é que em suas veias corre sangue mafioso e será este segredo que fará seu mundo se transformar totalmente. É claro que podemos incluir também um certo mafioso muito interessado nela.
Quando a verdade é colocada a mesa de forma dolorosa e chantagens são feitas, a vida de todos muda completamente. Entre armações, traições, amadurecimento e descobertas, as pessoas acabam mudando, porém os sentimentos não e eles terão de aprender a lidar com as consequências das escolhas que tomarem se realmente querem ficar juntos.
Este livro para mim, foi uma introdução meio corrida, com muitos fatos acontecendo e apesar de alguns terem sidos solucionados, no final descobrimos que terão mais problemas para enfrentar. Quando estava no fim, acreditei que o próximo seria de um dos irmãos do Don, mas provavelmente teremos mais do mesmo casal e não sei ainda se aprecio isso. Poderia ter dado “um fim digno” logo neste livro e ido trabalhar a próxima história de forma diferente, mas que ligasse com este livro, não sei.
O que sei, no entanto, é que inicialmente eu quis muito bater na mocinha para largar de ser toda inocente e chorona. Apesar dela ter mostrado uma força incrível ao cuidar dos pais e sobrinha sozinha por um longo tempo, quando tudo desabou, ela se tornou uma mulher toda frágil, muito diferente do que achei que ela seria. Porém, depois de tudo o que ela teve de lidar e “aprender”, a nova Isadora com certeza me fez admira-la. Inteligente, estrategista, fria com quem merecia, mas carinhosa com quem ama ou admira, ela acabou por me surpreender na “segunda parte” do livro.
Já o Don Angelo foi totalmente o oposto. Inicialmente ele era um homem todo frio, machucado, inteligente e fiel a família, depois de tudo o que aconteceu com ele, se transformou em um homem frágil, mesmo que tentasse esconder os sentimentos.
Porém adorei o fato que ele se mostrou “romântico” e…. Fofo.
No geral, é um bom livro. Apesar de não haver muito mistério sobre quem são os vilões, tem todo o drama e os segredos, o que ajudou a me prender a leitura.
Como o livro é contado em primeira pessoa por ambos os personagens, ajudou a compreender muitas coisas que se não fosse assim, teriam ficado vazio e me feito odiar o livro. Claro que queria mais a presença da sobrinha? Sim, com certeza, principalmente nos últimos capítulos.
E não posso esquecer dos furos que ficaram, mas como sei que tem mais livros, então creio que será tudo resolvido e explicado no próximo.
A capa do livro é bonita, não diria chamativa, mas combina bem com o tema do livro. A diagramação foi outro ponto positivo, porém precisa de uma revisão final, principalmente no quesito concordância, não muito erro de digitação, mas algumas coisas que acabaram “não casando” e ficando meio incoerente se não ler duas vezes. Não me atrapalhou na leitura de modo geral, mas acabei encontrando esses errinhos.
Analisando no geral, é um bom livro. Não precisou de muito erotismo, nem muitos exageros. Tem todo o drama, o mistério e o romance que são coisas que adoro em uma história.
  • Capa
  • Diagramação
  • História
  • Personagens
  • Revisão
4.1

Ficha Técnica

Don Angelo: Não escolhemos a máfia, é ela que nos escolhe por [Muguet, C.]A máfia italiana tem um novo Don. Angelo Vicentini Ferrari.
E ainda que sua Organização seja extensa e implacável, sua fome pelo poder não tem limite. Da Toscana, ele decide abrir uma nova Casa na América do Sul, e, para isso, ele conta com a colaboração de um dos maiores traficantes do Rio de Janeiro.
Ao viajar para o Brasil para fazer negócios, ele se depara com uma jovem bonita, trabalhadora e que pode ser a sua porta de entrada para vencer um de seus maiores inimigos.

Totalmente dedicada ao trabalho e à família, Isadora Fontinni Agnelli não quer se ver envolvida com os segredos do passado de seu pai, um italiano que fugiu de seu país natal para proteger a família do crime organizado. Porém, quando uma tragédia assola as pessoas que mais ama, ela não vê outra alternativa a não ser se refugiar com a pessoa que é sinônimo de perigo, e pior, que faz seu coração acelerar.
Isadora quer segurança; Angelo quer prazer, e ambos acabam por despencar no precipício mais imprevisível de todos: o amor.

Número de páginas: 332 páginas
Editora: Bezz
Classificação Indicativa: +18

Talvez você vá gostar

Deixe um comentário