[RESENHA] Uma Noiva Para Winterborne - Os Ravenels #02 - Lisa Kleypas
Home Autora Lisa Kleypas [RESENHA] Uma Noiva Para Winterborne – Os Ravenels #02 – Lisa Kleypas

[RESENHA] Uma Noiva Para Winterborne – Os Ravenels #02 – Lisa Kleypas

Por Mary Oliveira
1 Comentário
Helloooo!
Em Um Sedutor Sem Coração (primeiro livro da série) o mocinho, Devon Ravenel, teve a ideia de unir Winterborne com uma de suas primas: Helen Ravenel, uma moça tímida, delicada e encantadora que é o completo oposto do Winterborne, que é vulgar, implacável e ambicioso. Apesar das diferenças claras, desde os acontecimentos do primeiro livro, a gente já percebe que serão um casalzão! Eu comecei a torcer loucamente por eles desde o início!
Então, no final do primeiro livro vemos como a história entre Rhys e Helen tem um fim abrupto por causa de uma atitude precipitada da Kathleen, que tentava apenas proteger a Helen. Após uma conversa com Kathleen, Rhys relembrou o quanto ele a Helen são diferentes e ficou com raiva quando chegou à conclusão de que ela é como todas as filhas da aristocracia: uma mulher que ele nunca poderia ter porque se achava melhor que ele e isso, infelizmente, apesar de todo o dinheiro que tem, ele não pode mudar. Nesse episódio também dá pra sentir uma raivinha do Rhys, porque ele age como um verdadeiro cretino com a Kathleen, mas depois dá pra tentar compreender o lado dele. Não justifica, mas dá pra entender.
Assim começamos o livro dois da série: Rhys e Helen separados, ele com raiva dela e da família dela (inclusive do seu melhor amigo, que também está furioso com ele) e Helen triste pelo fim do seu relacionamento com Rhys.
Contudo, aí temos uma grata surpresa, Helen, aquela mocinha tímida e ingênua que conhecemos no primeiro livro, que se assustou ante as investidas impetuosas do Rhys em um beijo, decide fazer algo atrevido: vai atrás dele pra tentar explicar o que houve e fazer com que os dois se resolvam. Porque a Helen entende o que ele pode estar pensando; os dois criaram um laço no livro um, estavam muito próximos, se desejavam e começavam a nutrir sentimentos um pelo outro. Ela já conhecia um pouco sobre ele, por isso tinha alguma ideia do que ele estava pensando sobre ela depois de tudo o que foi dito pela Kathleen.
Eu adorei a determinação dela! E me surpreendi com a decisão dela de fazê-lo ouvi-la, de fazê-lo ver que ela o queria também e que não queria acabar com o noivado dos dois. E não poderia ter me surpreendido mais, e positivamente, com o rumo que a história dos dois tomou nesse segundo livro.
Durante essa conversa, após o Rhys admitir que continuava a querê-la, e perceber que ela, contrariando tudo, também o queria, ele chega a conclusão de que Devon não aceitaria que reatassem o noivado (ele tá com raiva do Rhys, lembram?), principalmente depois das atitudes do Rhys. Então ele encontra uma solução e faz um ultimato. A única solução seria desonrá-la.
Mas Helen aceitaria? Confiaria em um homem como Rhys daquela maneira? Ciente de que seu futuro estaria nas mãos dele a partir daquela decisão?
Gente, eu fiquei muito surpresa com a Helen! Positivamente! Vi uma determinação nela, de ir atrás do que ela queria, da possibilidade de ser feliz com alguém que ela gostava e isso foi muito bom! Fugiu completamente das mocinhas tímidas, mas também não chegou a ser uma mocinha muito a frente do seu tempo. A Helen foi se descobrindo aos poucos, percebendo que sentia algum prazer em deixar as pessoas chocadas, em fazer o que ela queria e não apenas o que esperavam dela.
Rhys também é um personagem apaixonante! Tem aquele lado bruto e prático que a gente ama, sem ser um mocinho possessivo ao extremo, é super cuidadoso com a Helen, com os desejos dela, com o bem-estar. O modo como ele a trata, como a ama sem precisar falar isso, mostrando com atitudes, é lindo.
A história tomou rumos que eu não esperava desde o início. A Lisa, mais uma vez, além de me surpreender muitíssimo, me fez ficar agarrada no livro, desesperada por terminar e, ao mesmo tempo, louca por mais páginas.
Foi emocionante ver o crescimento da Helen como mulher, as descobertas, a maturidade, a força e sua capacidade de ver o bem nas pessoas, de se doar para fazer o bem para aqueles que ela ama e que precisam dela.
Me apaixonei ainda mais pelo Rhys no final do livro (como ainda foi possível, eu não sei! Mas aconteceu!). Vê-lo determinado a ficar com a Helen, a apoiá-la, a amá-la apesar de tudo, me fez terminar o livro com aquele sorriso bobo e apaixonado, sabe? Do tipo que só livros maravilhosos conseguem nos dar!
Apesar do primeiro livro da série, como vocês sabem, não ter me conquistado tanto, sobretudo os personagens, nesse livro, surpreendentemente, eu gostei mais de Devon e Kathleen como casal. Eles pareciam mais um casal que realmente se amava e cuidava um do outro, o Devon pareceu mais um homem apaixonado do que em seu próprio livro e isso também me conquistou.
Recomendo esse livro, e qualquer outro da Lisa, de olhos fechados, gente! Sério! Venham para o lado bom da força, se apaixonem pelos mocinhos da minha Diva Kleypas! Torço para que a Arqueiro traga novos livros dela logo, em especial um que li anos atrás e que infelizmente não encontro mais em lugar nenhum. Vou pensar em trazer uma resenha dele em breve.
Enfim, a resenha do terceiro livro trago em breve! E lembro também a vocês que o quarto livro está em pré-venda (LINDÍSSIMO ELE, DIGO MESMO!)!
Espero que tenham gostado da dica. <3
Até a próxima, mores!Beijooos *————-*
  • Capa
  • Diagramação e Revisão
  • História
  • Personagens
4.6

Ficha Técnica

Lisa Kleypas escreveu mais de 40 romances, que são best-sellers no mundo todo e foram traduzidos para 28 idiomas. “Altamente romântico e elegantemente escrito.” – Kirkus Reviews “Uma história viciante e recompensadora.” – Library Journal Rhys Winterborne conquistou uma fortuna incalculável graças a sua ambição ferrenha. Filho de comerciante, ele se acostumou a conseguir exatamente o que quer – nos negócios e em tudo mais. No momento em que conhece a tímida aristocrata lady Helen Ravenel, decide que ela será sua. Se for preciso macular a honra dela para garantir que se case com ele, melhor ainda. Apesar de sua inocência, a sedução perseverante de Rhys desperta em Helen uma intensa e mútua paixão. Só que Rhys tem muitos inimigos que conspiram contra os dois. Além disso, Helen guarda um segredo sombrio que poderá separá-los para sempre. Os riscos ao amor deles são inimagináveis, mas a recompensa é uma vida inteira de felicidade. Com uma trama recheada de diálogos bem-humorados e cenas sensuais e românticas, Uma noiva para Winterborne é o segundo volume da coleção Os Ravenels.

Número de páginas: 336 páginas
Editora: Arqueiro
Classificação Indicativa: +16

1 Comentário
0

Posts Relacionados

1 Comentário

Avatar
Thais Moreira 16 de fevereiro de 2019 - 23:03

Meu Deus, que me apaixonei pela resenha. Confesso que ainda não li a nova série da maravilhosa Lisa, mas com essa resenha já irei procurar os livros pra iniciar a leitura.
Esses personagens são tão apaixonantes e singelos que dá vontade de não parar a leitura de jeito nenhum.
Cada livro lido da Lisa mostra que podemos nos paixonar ainda mais por sua escrita.
Já quero outra resenha dela. ❤❤❤

Reposta

Deixe um comentário