Anna e o Beijo Francês - Trilogia Anna, Lola e Isla #01 - Stephanie Perkins
Home Autora Stephanie Perkins [RESENHA] Anna e o Beijo Francês – Trilogia Anna, Lola e Isla #01 – Stephanie Perkins

[RESENHA] Anna e o Beijo Francês – Trilogia Anna, Lola e Isla #01 – Stephanie Perkins

por Yukie
Anna e o Beijo Francês conta a história da Anna, uma menina meio paranoica com limpeza, que é mandada para França para estudar em um internato e mesmo sendo uma escola muito boa ela não queria ir.
Deixar seu quase namorado e sua melhor amiga para trás é algo que ela reluta imensamente, entretanto, quando ela chega lá nesse novo colégio na França, acaba conhecendo pessoas incríveis, como Meredith, St. Clair, Rashimi e Josh.
Provavelmente todo o conceito sobre morar longe da sua família e seus amigos muda, quando ela conhece o St. Clair, a deixando babando por ele logo de início, afinal, lindo, com o sorriso matador dele e educado, além do sotaque que com certeza a deixou deslumbrada.
A história inicia de verdade quando Anna, se vendo perdida com as novidades na vida dela, tem a ajuda do Étienne St. Clair. O garoto todo fofo da escola, que namora uma garota já formada, mas com a Anna na história, ele fica meio dividido.
Durante praticamente todo o ano letivo, eles vivem na incerteza, Anna com o seu meio namorado e St. Clair gostando da Anna, mas namorando outra. Nesse período St. Clair recebe uma notícia que o abala de forma dolorosa e quando chega o feriado de ação de graças e virada do ano ambos voltam para suas casas e tem de lidar com as coisas inacabadas que foi deixado para trás quando se mudaram. Anna volta para sua família e tem que lidar com seus pais divorciados juntos na mesma casa e descobrir que seu meio namorado está namorando sua melhor amiga. Já St. Clair lida com as idas ao hospital visitar sua mãe sempre que possível e os momentos estranhos que vive com seu pai, mas uma coisa que eles não param é de conversarem. Tanto que uma das partes mais fofas, foi no momento em que a Anna descobriu sobre sua melhor amiga e seu meio namorado, e a primeira pessoa que ela procura desabafar é o Étienne. Outra parte fofa, desse mesmo “período” são os e-mails trocados e na virada do ano Étienne ligar para Anna e eles ficarem conversando na virada.
Entretanto uma hora eles precisam lidar com os seus sentimentos um pelo outro e isso ocorre quando voltam para escola. Todo o clímax e se passa de forma rápida e ao mesmo tempo dolorosa para ambos e para quem os cercam. Esse livro tem a sua dose de drama adolescente? Com certeza. Lidar com indecisões sobre faculdade, problemas familiares, sentimentos e escolhas é um grande ponto neste do livro.
Creio que as principais características dos personagens que mais me atraíram foram a forma carinhosa como eles se comportam, o sentimento de lealdade entre amigos e a família, tornou o livro um grande aprendizado.
O livro é todo contado pelo ponto de vista da Anna e senti falta de conhecer mais a mente do St. Clair, mesmo que as coisas tenham sido esclarecidas ao longo do livro, o ponto de vista do St. Clair seria algo a mais para me prender a história.
Entretanto, posso dizer que se existe um livro Young Adult que eu indicaria, seria este. É tão gostoso de ler que simplesmente flui em um dia. Além de me proporcionar conhecer diversos lugares históricos pela visão deles. St. Clair contando momentos históricos por onde visitavam e a Anna descrevendo o que via. Se é muito detalhado? Na medida do possível sim, o que torna a história interessante, principalmente pelas lições que aprendi com o livro.
Acrescentando uma capa temática que te remete ao local onde a história iria ocorrer e quem é o personagem principal, juntando a diagramação bonita e uma revisão impecável, é um livro que vale a pena ler.
Gostoso, leve, romântico e lindo. Eu me apaixonei loucamente por este livro e tenho certeza que você se apaixonará também.
  • Capa
  • Diagramação
  • História
  • Personagens
  • Revisão
4.8

Ficha Técnica

“Isto é tudo o que sei sobre a França: Madeline, Amélie e Moulin Rouge. A Torre Eiffel e o Arco do Triunfo também, embora eu não saiba qual a verdadeira função de nenhum dos dois. Napoleão, Maria Antonieta e vários reis chamados Louis. Também não estou certa do que eles fizeram, mas acho que tem alguma coisa a ver com a Revolução Francesa, que tem algo a ver com o Dia da Bastilha. O museu de arte chama-se Louvre, tem o formato de uma pirâmide, e a Mona Lisa vive lá junto com a estátua da mulher sem braços. E tem cafés e bistrôs — ou qualquer nome que eles dão a estes — em cada esquina…
Não é que eu seja ingrata, quero dizer, é Paris. A Cidade Luz! A cidade mais romântica do mundo.”

Número de páginas: 288 páginas
Editora: Novo Conceito
Classificação Indicativa: +12

Talvez você goste

2 comentários

Beatriz Matero 9 de outubro de 2015 - 16:17

Te achei no instagram e já corri para o blog para ler suas resenhas .D Não tem como não amar Anna e o Beijo Francês. Tds os livros da autora são ótimos e eu sempre me sinto mais leve quando leio eles. Sua resenha ficou ótima, adorei o modo como vc explicou o livro e deu suas impressões da história .) Seguindo o blog .D
Beijos

beahreads.blogspot.com.br

Resposta
Daisy Yukie Ono 9 de outubro de 2015 - 21:04

OBRIGADA! Ai que linda! <3
Super te seguindo também, linda!

Resposta

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »

Neste site, usamos ferramentas próprias ou de terceiros que armazenam pequenos arquivos (cookies) no seu dispositivo. Os cookies são normalmente usados ​​para permitir que o site funcione corretamente (cookies técnicos), para gerar relatórios de uso de navegação (cookies de estatísticas) e para anunciar adequadamente nossos serviços / produtos (cookies de perfil). Podemos usar cookies técnicos diretamente, mas você tem o direito de escolher se deseja ou não ativar os cookies estatísticos e de perfil. Habilitando esses cookies, você nos ajuda a lhe oferecer uma melhor experiência.