O Segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella
Autora Sophie Kinsella,  Editora Record,  Gênero: Chick-lit,  Gênero: Romance,  Grupo Editorial Record,  Literatura Estrangeira,  Resenha de Livros

[RESENHA] O Segredo de Emma Corrigan – Sophie Kinsella

Li esse livro há algum tempo e não tive tempo de fazer a resenha! Mas vim agora para fazê-la.

Eu resenhei o primeiro livro que li dela, Fiquei Com Seu Número, encontre a resenha AQUI.
Pela sinopse dá para ver que a Emma tem a marca registrada de uma personagem de Chick-lit, não é? Amo chick-lit então o livro já me conquistou daí.
Emma trabalha no setor de Marketing de uma corporação há quase um ano e tem alguns segredinhos acerca de sua entrada e período de trabalho lá, nada demais, são coisas do tipo: ela mentiu no curriculum, e têm alguns códigos secretos com uma amiga para que elas possam sair do escritório e ir tomar um café, e ela rega as plantas de uma colega de trabalho com suco de laranja. – Artemis é uma vaca! Vocês entenderão os motivos da Emma quando lerem o livro. 😉 – E odeia o café da cafeteira da cantina. E ah, ela quebrou a xícara cara do seu chefe e escondeu os cacos. Até hoje ele não sabe onde está a sua xícara preferida.

“.. nós temos um código secreto. Ela vem e diz: “Posso analisar uns números com você, Emma?” E na verdade significa: “Vamos dar um pulo no starbucks, Emma?” 

Você acha esses segredos bobos e básicos demais, não é? Eu também achei (riso sarcástico). Continue a ler a resenha e entenda minha risadinha sarcástica.
Emma recebe a tarefa de ir à Escócia para participar de uma reunião importante com uma empresa que faria um contrato com a que ela trabalha. Digamos que ela seja um pouco atrapalhada e, como não faz ideia do que é dito na reunião, ela não sabe como reverter a situação quando há um problema. Após cometer algumas gafes (hilárias diga-se de passagem) ela perde o contrato e fica louca, quase que literalmente, quando tem que voltar à sua cidade com esta notícia para o seu chefe.
Como uma tentativa de minimizar a culpa e o nervosismo, ela toma alguns drinques antes de pegar o avião de volta. E em meio à uma terrível turbulência, choros e gritos desesperados dela e de todos os passageiros, ela acha que vai morrer, e mesmo que o homem que está na poltrona ao seu lado tente acalmá-la, Emma tem um lapso de loucura e começa a lhe contar todos os seus segredos. Como que pra se livrar da culpa e, ao mesmo tempo, de distrair do que está acontecendo, sabe?
Sim, os básicos como os que eu citei lá em cima, mas também coisas importantes e vergonhosas como o fato de odiar a calcinha fio dental que está vestindo, relatar para ele como seria seu jantar romântico perfeito, e ter mentido para o seu namorado – Connor-quase-perfeito-mas-não-para-ela – dizendo que veste 38, quando na verdade veste 42 e, acredite se quiser, o fato dela achar que ele, seu namorado, é parecido com o Ken. – ISSO MESMO, O NAMORADO DO BARBIE. (mas eu ri tanto disso!)
Já deu para perceber que essa história não vai acabar bem, não é? Você ainda não viu nada, more.
Após tudo ficar bem e o avião finalmente chegar ao seu destino, ela vai embora morrendo de vergonha do cara que estava ao seu lado. – mesmo que ela, já não tão alterada pelos drinques que tomou antes do voo, não lembre direito tudo o que disse a ele.
Quando volta à empresa e conta ao seu chefe sobre o contrato perdido, ele fica irritadíssimo com o erro, desconhecido e colossal, que Emma cometeu.
Dias depois ele faz uma reunião com o departamento dela e avisa que o dono da empresa está fazendo visitas em todos os departamentos e no dia seguinte será o dia do seu. Então é aí que a história realmente começa.
Jack, embora seja o fundador da Corporação Panther, esteve longe dos negócios de sua empresa desde que seu melhor amigo, e sócio, morreu. No entanto, ele volta para a Panther com o objetivo de assumir o controle sobre tudo novamente. Entender tudo o que acontece e melhorar tudo na corporação. O que Emma não esperava era que ele, justamente ele, era o cara do avião.

“Enquanto olho fascinada, ele se vira. E quando vejo seu rosto, sinto uma pontada gigantesca, como se uma bola de boliche tivesse se chocado contra meu peito. Ah meu Deus. É ele. Os mesmos olhos escuros. As mesmas rugas desenhadas ao redor. A barba está feita, mas com certeza é ele.O homem do avião. O que ele está fazendo aqui?” 

Perceberam por que eu disse que os segredos só pareciam ser bobos? Imagine se seu chefe descobre tudo o que você acha sobre a empresa que trabalha? – Você com certeza deve achar que algo poderia ser melhorado ou trocado, não é mesmo? (risos)
A partir daí as coisas não ficam fáceis para Emma, pois ela terá que conviver com o cara que sabe todos os seus segredos, e aliás, ela terá que guardar um segredo dele. Ela, logo ela que contou para um desconhecido que acha seu namorado parecido com o Ken!

“Olho desesperada o rosto de Katie, tentando de algum modo lhe passar a mensagem.Não diga. Não diga que tem alguns números para analisar comigo. Mas ela não percebe. – Eu só… é… – ela pigarreia de modo profissional de olha para Jack Harper. – Será que eu poderia analisar uns números com você, Emma? Porra. Meu rosto de inunda de cor. Todo o meu corpo está pinicando.” 

“Contei a ele sobre o nosso código.” 

Além de lidar com um pedido feito por Connor e, durante o planejamento para morarem juntos, a percepção das milhares de diferenças entre os dois, Emma também tem que lidar com a família dela, que acha que ela deveria ser bem sucedida como a prima – uma vaca que foi criada com a Emma – E seus colegas de trabalho que a tratam como menos importante.
Há também uma pitada de mistério sobre qual seria o segredo de Jack Harper, mas este não é daqueles bombásticos que te fazem parar por um momento a leitura para digerir a informação. Mas é uma surpresa agradável durante a leitura.
Gente a história é linda, quase perfeita eu diria, me surpreendeu muito e meu deu boas gargalhadas além de momentos de ódio com certos personagens e atitudes dos mesmos.
Amo a forma que a Sophie escreve e suas estórias divertidíssimas, elas me encantam! E o romance que há em O Segredo de Emma Corrigan é verdadeiro e surge a partir de uma situação inusitada que rende uma amizade linda. A-DO-RO.
Jack é o personagem mais – difícil encontrar uma palavra para descrevê-lo – amável que encontrei depois de muito tempo. Ele é engraçado e fofo quando deve ser, e mostrará a Emma que ela é e pode ser muito mais do que todos, e até ela mesma, acreditam.
Emma, o que dizer da Emma? Ela é uma diva! Me identifico com ela, com o jeito lento e louco dela. Com os lapsos cometidos sem perceber e com diversos segredos dela também! (risos) Só não sou tão divertida e engraçada, mas vamos deixar isso quieto, né mores?!
Recomendo a leitura para quem gosta de romances divertidos e apaixonantes! Daqueles que te fazem dar gargalhas, independente do lugar em que você esteja, e suspirar de emoção na última página!
Cinco estrelinhas à autora e ao livro. 😉 E se você seguir minha indicação, tenho certeza que não se arrependerá. <3
O Segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella
Leia O Segredo de Emma Corrigan

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *