Home Autora Emi de Morais [RESENHA] A Ladra – Os agentes da BSS #02 – Emi de Morais
A Ladra, o segundo livro da série Os agentes da BSS me deixou com um pouco de raiva, meio encantada e muito apaixonada.
Depois que Tiago, Babi e Murilo se mudaram para o Estados Unidos, eles foram se adaptando e criando a rotina deles, conhecer seus vizinhos foi meio que um passo a mais para eles se adaptarem, mas conhecer os vizinhos talvez não tenha sido uma boa ideia ou foi a melhor ideia de todas, principalmente para Ramon.
Nick é uma jovem garota com muitos problemas. Ela tem um irmão muito psicopata, obcecado por ela e viciado em drogas, ele é um ser vivo agressivo e sem escrúpulo nenhum. Também há os problemas financeiros. Com um pai muito doente e uma casa com a hipoteca atrasada ela precisa de dinheiro rápido e recorrer a um velho “amigo” foi necessário.
Tornar-se “a bailarina do crime” não estava em seus planos, mas aconteceu e hoje ela está sendo caçada por diversas agências federais dos Estados Unidos por ter roubado alguns documentos importantes sobre um grande traficante de drogas, uma decodificadora e o irmão dela.
Ramon está feliz com o seu estilo de vida. Sem amarras, apaixonado por seu trabalho e tendo bons amigos, ele não precisa de mais nada. Até conhecer a doce Nick. Uma garota que aparenta estar com problemas familiares, é linda e encantadora. Ela é sua doce fada. Ter algo com ela não foi difícil, acabar tendo sentimentos pela Nick também não foi algo difícil de acontecer, apesar dele relutar e demorar para assumir.
Porém, quando os sentimentos já estão fortes demais, Ramon descobre algo doloroso e perdoar talvez não seja o forte dele, principalmente sendo um homem tão orgulhoso.
Existe uma enorme barreira entre a ladra e o policial. A história tem tudo para acabar mal.
Acho válido falar primeiramente que eu adorei a Nick. Apesar de não concordar com os segredos que ela carrega consigo, ela se mostrou uma mulher forte e disposta a tudo para salvar aqueles que ama. Ela foi o tipo de mulher que apanhou muito da vida, mas que deu a volta por cima e foi atrás daquilo que precisava para ela. Achei a força dessa mulher incrível.
Já Ramon com certeza me tirou um pouco do sério. Apesar de compreender que ele é livre e tem o estilo de vida dele, quis muito bater neste homem em muitos momentos. Claro que ele foi amadurecendo ao longo da história, mesmo assim, senti certa raivinha dele.
Adorei os temas abordados neste livro. Falar sobre a violência doméstica foi algo bem interessante. Colocar o vício e a obsessão do irmão foi um ponto “a mais” para a história. Porém, apesar de compreender e ter adorado o fato de a autora ter explorado, senti que sim, a madrasta da Nick merecia uma “chamada de atenção”, afinal, ela acabou sendo conivente com as besteiras do filho e deixou as coisas irem longe demais. Então sim, senti que faltou explorar isso. Também quis ver o Rafe apanhando. Lamento, meu lado vingativo fala mais alto neste momento e desejei imensamente ver ele tomando algumas por tudo o que causou.
Outro ponto que adorei foi a ligação que a autora fez com o livro um. Ela não deixou de lado a Babi, Murilo e o Tiago, mesmo que esse livro seja focado em outro casal. Colocar o cartel e todos os problemas do primeiro livro e começando a esclarecer algumas pontas que ficaram soltas foi com certeza o que mais me chamou a atenção nesta história.
Como o livro é contado em terceira pessoa, alguns momentos me vi confusa, mas isso foi até eu me acostumar com a leitura e a troca de “pensamentos”. Quando peguei o ritmo, a história fluiu lindamente.
A capa deste livro ficou linda. A editora manteve a identidade visual e achei isso muito bom, também temos uma boa diagramação e revisão, o que tornou a leitura bem mais rápida e com certeza me orgulho em dizer que terminei este livro em um dia. Sim, o devorei e não me arrependo.
Acho que para ler este livro, você precisa ler o anterior. Caso contrário, vai pegar muitos spoilers e pontos que vai acabar ficando “vazio”, então sim, ler A Decodificadora é importante para compreender este livro.
Caso tenha lido o primeiro, saiba que nesta história teremos romance, sexo, um pouco de mistério e agentes muito gostosos. Então sim, vale a pena ler esta série inteira!
  • Capa
  • Diagramação
  • História
  • Personagens
  • Revisão
4.6

Ficha Técnica

RA Ladra (Os Agentes da BSS Livro 2) por [de Moraes, Emi]amon é um mexicano intempestuoso e temperamental que se orgulha de fazer parte da BSS, a agência de serviço secreto mais famosa do mundo.
Quando conhece Nicole Palmer, a moça com olhos inocentes e rosto de fada, não consegue entender como a noite mais singela da sua vida se tornou, de repente, a melhor, a mais gostosa, a que ele queria repetir mais e mais vezes.
O que Ramon não poderia imaginar era que estava se envolvendo com uma das ladras mais procuradas pelos departamentos de segurança dos Estados Unidos.
Nesta segunda história da série “Os agentes da BSS”, você vai conhecer melhor o sexy e implacável Ramon, que vai enfrentar a difícil decisão de cumprir a lei dos homens ou a do coração. Ele vai aprender, da maneira mais difícil, que o coração, muitas vezes, ignora a razão e faz suas próprias escolhas.

Número de páginas: 272 páginas
Editora: Charme
Classificação Indicativa: +18

Talvez você vá gostar

Deixe um comentário