[RESENHA] Amante Britânico - Vi Keeland e Penelope Ward
Home Autora Penelope Ward [RESENHA] Amante Britânico – Vi Keeland e Penelope Ward

[RESENHA] Amante Britânico – Vi Keeland e Penelope Ward

por Karine Fernandes
427 visualizações
Hoje eu vou falar de um dos livros mais fofos e gostosos que li nos últimos tempos. Se um dia eu puder conhecer Vi Keeland e Penelope Ward eu vou desfalecer. Dito isso, vamos conversar hoje sobre o lançamento da editora Charme: Amante Britânico.

Vamos conhecer logo de cara, ou melhor de bunda Bridget, uma enfermeira que passou por algumas coisas bem traumáticas nos últimos anos. Uma viúva que se encontra em uma emergência de hospital com um anzol furado em sua bunda. Isso mesmo, e para completar, só tem um médico na emergência e olha… que médico, quase que eu mesma quis estar no lugar dela. O médico? Simon, um lindo e delicioso inglês que esbanja charme e que quando vê sua paciente na posição que se encontrava não resiste e piadas vão rolar.
Algumas farpas são soltadas evidentemente, todas pelo lado de Bridget, obvio, mas a situação não deixa de ser cômica. Imagina então quando um tempo depois de toda essa situação inusitada em uma necessidade de alugar um quarto em sua casa para conseguir manter as contas Bridget se depara com o novo inquilino de uma maneira que… só lendo para saberem. E para completar ele será o seu novo colega de trabalho, já que Simon vai começar a trabalhar no mesmo hospital que Bridget.
Cenas mais do que divertidas são garantidas pois esses dois que tem muita história, química, sentimento, e muito sentimento e uma carga emocional com uma pitada de reviravolta que já sabemos que é marca registrada das autoras. O entrosamento que se tem entre os personagens é bastante fluida e caliente. Não senti em momento algum que foi uma coisa forçada, e sinceramente, quem não quer um britânico, com aquele sotaque maravilhoso, loiro, branquinho e super inteligente? Simon é de outro mundo, queria que mais homens fossem como ele, isso sim.
O amadurecimento de ambos também é bem perceptível, acho que por conta de todas as situações que já passaram na vida esse lado mais maduro chegou até muito cedo, então eu não senti que teve um lado infantil de qualquer um dos lados, o que me foi um grande alívio posso afirmar. O fato é que a leveza e a paixão entre eles é muito bonita de se acompanhar. E muito engraçada, tenho que reafirmar.
O livro tem uma leveza garantida, algumas (muitas) coisas são bem previsíveis, mas no geral não atrapalha em nada, e muito menos incomoda. Eu sinceramente amei esse livro, não é um dos meus favoritos, mas eu amei definitivamente, tanto que quando chegou no fim eu mais uma vez fiquei com raiva pois queria mais, com aquele final lindo? Eu necessitava de mais, e claramente recomendo ele de olhos fechados se está procurando uma leitura leve, descompromissada e agradável. Quando comecei simplesmente não consegui parar, eu fui lendo, rindo, me apaixonando e me encantando com personagens tão únicos e especiais.
Que apesar de seus passados e seus traumas e tristezas entenderam que a vida é bem mais do que tristeza e sofrimento e que você pode querer por mais, e pode conseguir mais, e que as vezes o grande amor da sua vida está sendo apresentado para você com um anzol preso na sua bunda. Só leiam, e se apaixonem.

  • Capa
  • Diagramação
  • História
  • Personagens
  • Revisão
4.5

Ficha Técnica

Das autoras bestseller do New York Times de Milionário Arrogante e Piloto Playboy, chega um novo e sexy romance. Querida Bridget, É altamente questionável o fato de um dia eu ter a coragem para falar isso pessoalmente. Então aqui vai. Somos completamente errados um para o outro. Nós dois sabemos disso. Provavelmente, você é a última mulher na face da Terra que eu deveria querer e vice-versa. É a mãe solteira com uma boa cabeça. Eu sou apenas o residente despreocupado e atrevido passando pela cidade e morando temporariamente na sua garagem convertida em apartamento até voltar para a Inglaterra. Mas o que acontece é o seguinte… Por algum maldito motivo, não consigo parar de pensar em você de todas as formas bem inapropriadas. Quero você. O único motivo de eu estar admitindo tudo isso agora é porque não acredito que só eu esteja sentindo isso. Também percebo em seus olhos quando olha para mim. E, por mais grosseiro que eu pareça quando estamos brincando sobre sexo, minha atração por você não é brincadeira. Então, qual é o objetivo deste bilhete? Acho que é um lembrete de que somos adultos, de que sexo é saudável e natural e que pode me encontrar logo depois da porta da cozinha. Mais especificamente, para te avisar que vou deixar a porta entreaberta a partir de hoje no caso de querer me visitar no meio da noite. Sem perguntas envolvidas. Pense nisso. Ou não. O que quer que escolha. Duvido que vou acabar jogando isso por debaixo da sua porta, de qualquer forma. Simon.

Número de páginas: 292 páginas
Editora: Charme
Classificação Indicativa: +18

Talvez você goste

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »

Neste site, usamos ferramentas próprias ou de terceiros que armazenam pequenos arquivos (cookies) no seu dispositivo. Os cookies são normalmente usados ​​para permitir que o site funcione corretamente (cookies técnicos), para gerar relatórios de uso de navegação (cookies de estatísticas) e para anunciar adequadamente nossos serviços / produtos (cookies de perfil). Podemos usar cookies técnicos diretamente, mas você tem o direito de escolher se deseja ou não ativar os cookies estatísticos e de perfil. Habilitando esses cookies, você nos ajuda a lhe oferecer uma melhor experiência.