[RESENHA] Ayra - Andy Collins
Home Autora Andy Collins [RESENHA] Ayra – Andy Collins
*Recomenda-se que leia Cage, antes de ler Ayra*
Na trama vamos saber mais sobre Ayra, que no livro anterior vimos que sofreu bastante e vem lutando dia após dia para se recuperar de todos os traumas que viveu.
Ela passou anos sofrendo abusos sexuais do padrasto, e sem ter com quem contar, precisou crescer muito rápido para aprender a se virar sozinha.
Decida a ter uma nova vida, ela deixa Ayra para trás e passa a se chamar Estela.
Também vamos ver que Daniel, após descobrir a traição da mulher e ainda ter que lidar com sua morte, tenta da melhor maneira possível criar o filho e seguir na sua carreira.
O desenrolar da trama se dá no momento que Ayra reencontra Daniel, pois a partir daí todos os gatilhos já existentes voltam à tona, além de trazer novas mudanças e dúvidas em sua vida.
Para quem leu Cage, sabe que o foco dele foi Erin e Cage, porém agora temos o foco em Ayra , Vamos conhecer todos os problemas que ela passa e também conhecer o Daniel e todas as suas dificuldades.
A autora soube retratar um tema tão polêmico e difícil como abuso sexual infantil, a superação e novos recomeços.
O livro é narrado em primeira pessoa, alternando em Ayra e Daniel, não encontrei erros ortográficos, já conhecia os trabalhos de Andy e assim como os outros, esse não foi diferente, muito bem escrito, personagens primários e secundários bem desenvolvimentos, coesão no assunto, lembrando que a autora se baseou em fatos reais para escrever a estória, o que deixa tudo mais realista.
E claro, não posso esquecer de mencionar que a capa é linda, principalmente por manter a mesma identidade visual do livro anterior, algo que me atraiu e agradou.
Uma excelente trama e com certeza recomendo a leitura!
  • Capa
  • Diagramação
  • História
  • Personagens
  • Revisão
5

Ficha Técnica

As histórias de contos de fadas que as crianças ouvem, nunca fizeram sentido. Não para mim, de qualquer forma. Descobri muito cedo o que eram monstros de verdade, e que eles não vivem embaixo da cama. Eles vivem sobre ela. Do meu lado. Em cima de mim. Eu sabia que não precisava de um príncipe encantado, necessitava de um dragão. Não para me resgatar, mas para caminhar ao meu lado. E ele surgiu, só que estava como eu. Vazio. Sozinho. Atormentado. Sobrevivendo. Éramos dois corações cautelosos tentando descobrir como se curar. Só que para isso, eu precisaria abrir portas. Portas que jamais pensei que conseguiria sequer chegar perto.

Número de páginas: 198 páginas
Editora: The Gift Box
Classificação Indicativa: +18

Talvez você vá gostar