Cretino Irresistível - Série Irresistível - Christina Lauren
Autora Christina Lauren,  Editora Universo dos Livros,  Gênero: Romance,  Gênero: Romance Erótico,  Literatura Estrangeira,  Resenha de Livros,  Série Irresistíveis

[RESENHA] Cretino Irresistível – Série Irresistível – Christina Lauren

Hoje trouxe a resenha do primeiro livro que li das autoras que formam o pseudônimo Christina Lauren. Faz um tempinho já (MUITO TEMPO), mas como para mim foi um livro simples, daqueles que lemos numa sentada e nos divertimos o suficiente para valer à pena, eu achei legal trazer para vocês.

Os irresistíveis têm uns dez livros lançados, incluindo spin-offs, a série Selvagem Irresistível e pequenos “contos” dos casais dos três primeiros livros. Eu não li toda a série, apenas os três primeiros livros e deles gostei muito. Não prossegui porque já estava saturada de séries de livros quase infinitas, que contavam história de tios, primos distantes e de todos os amigos do primeiro mocinho, então parei enquanto ainda gostava.

Os três primeiros contam a história dos amigos Bennett, Max e Willian. Cada livro contando a história de um deles e narrado pelo respectivo casal (intercalando capítulos narrados pelo mocinho e pela mocinha).

O primeiro, Cretino Irresistível, conta a história de Bennett e Chloe. Os dois são chefe e estagiária (aquele clichê que na época do lançamento estava muito em alta… e talvez até hoje esteja).

Chloe é uma mulher forte, linda, sexy e determinada a alcançar seus objetivos. Ela está prestes a fazer seu MBA e precisa concluir um trabalho que fará com base no que Bennett a ensina na empresa. – Quer dizer, com o que ele diz que ensina.

Bennett é um cretino gostosão que sente uma forte atração pela Chloe, mesmo que no começo ela não saiba. Ele é um cretino incorrigível, às vezes insuportável – há partes no livro em que eu quis realmente matá-lo. Porque ele não se acha, Bennett Ryan se tem certeza e faz questão de provar a qualquer um que seja, que é capaz de fazer tudo o que desafiam, ou o que ele sabe que é capaz. Em outras palavras, um chefe insuportável para Chloe, mas também tremendamente atraente.

Quando Ben chega ao seu limite e não consegue mais esconder o desejo que sente, é o seu jeito mandão que faz Chloe se deixar levar por ele, pelo desejo que até aquele momento nem mesmo ela sabia que sentia por ele.

A primeira vez deles é rápida, com relação a progressão da história, mas era o acontecimento necessário para que todo o resto se desenrolasse, então não chega a ser um problema ou um aspecto ruim da história, a meu ver.

Depois da primeira vez quente, tórrida e boa o suficiente para que queiram repetir, os dois se envolvem e começam algo como um caso. Mas Chloe é independente demais para aceitar algo que venha dele e tenta ser controlada demais para não ceder aos caprichos de Ben. – Embora isso pareça ser impossível, ela é forte o suficiente para fazê-lo.

Chloe sempre colocou acima de tudo os seus objetivos e sua carreira. Ter um relacionamento com Bennett não estava em seus planos, então com toda a certeza não seria uma prioridade, mesmo depois de conhecê-lo um pouco melhor.

Os dois convivem bem com o que têm, com o sexo, o trabalho, o tempo que acabam passando juntos, e com tudo que se permitiram compartilhar um com o outro, mas quando a eficiência e esforço de Chloe são colocados à prova e certamente de forma errada por Ben, há uma reviravolta dentro dela. Bennett perceberá que terá de deixar seu orgulho de lado se não quiser perdê-la, antes de tentar pedir desculpas.

O problema é que desculpas não são suficientes para ela. Bennett feriu seu orgulho, a diminuiu como profissional e ela agora precisa provar para si mesma que é capaz. Independente do que qualquer pessoa ache ou tenha dito.

No geral, eu gostei muito da Chloe, ela é uma personagem forte, que corre atrás e luta por tudo o que quer, gostei de muitas decisões e atitudes dela com relação ao caso com o Bennett e com a maneira que o levariam, de outras, nem tanto. Por outro lado, o Ben é, de fato, um cretino. Sim, é o safado convencido que encontramos em muitos livros, mas também faz umas besteiras colossais e, no lugar da Chloe, eu não tenho certeza se teria conseguido perdoá-lo. Meu trabalho é território sagrado, não preciso ter comigo quem não o respeita ou qualquer pessoa que esteja ao meu lado (mesmo não gostando do que faço) e não seja capaz de torcer ou ficar feliz pelas minhas conquistas. Ele não foi capaz de fazer isso, e não tem justificativa compreensível ou aceitável para isso.

Esse é um livro curto, em que a gente consegue se divertir em alguns trechos, sentir raiva em outros, torcer pelo casal em alguns momentos, e até para o Bennett levar um chute da vida pra deixar de ser tão cretino. Se você procura por uma leitura rápida, fluída, quente e sem muitas complicações, essa é uma boa pedida. Recomendo.

Com relação à série (ou, no caso, os três livros que li), posso adiantar que, para mim, eles melhoram. Por isso depois trarei as resenhas do segundo e terceiro livro.

Por hoje é isso. Me digam se já leram a série, se gostaram, se sentiram ou não o mesmo que eu. Não esqueçam que opiniões são muito próprias, divergem de leitor para leitor e a gente conversar sobre esses pontos divergentes é sempre bom <3

Beijooos, mores!

  • Capa
  • Diagramação e Revisão
  • História
  • Personagens
3.5

Ficha Técnica

Esperta, dedicada, prestes a cursar um MBA, Chloe Mills tem apenas um único problema: seu chefe, Bennet Ryan. Ele é exigente, insensível, sem consideração – e completamente irresistível. Um belo cretino. Bennet acaba de retornar da França para assumir um cargo importante na empresa de comunicações de sua família. Mas o que ele não poderia imaginar era que a pessoa que o ajudava enquanto ele estava no exterior era essa criatura linda, provocadora e totalmente irritante que agora ele tem de ver todos os dias. Ele nunca foi do tipo que se envolve em relacionamentos no ambiente de trabalho, mas Chloe é tão tentadora que ele está disposto a flexibilizar essa regra – ou quebrá-la de uma vez – para tê-la. Por todo o escritório! Mas o desejo que um sente pelo outro cresce tanto que Bennet e Chloe terão de decidir o que estão dispostos a perder para ganhar um ao outro.

 

 

Número de páginas: 272 páginas

Onde comprar: Amazon