Duff - Kody Keplinger
Autora Kody Keplinger,  Editora Globo Alt,  Editora Globo Livros,  Gênero: Romance,  Gênero: Young Adult,  Literatura Estrangeira,  Resenha de Livros

[RESENHA] Duff – Kody Keplinger

Eu estou totalmente cativada por Duff.
Apesar da Bianca ter me irritado em muitas atitudes, ela ainda é uma adolescente suscetível a erros, pois ela está crescendo! E o Wesley, um idiota egocêntrico, mas que no decorrer do livro se mostra um amor de garoto, além de apresentar o amadurecimento dele.
Bianca Piper sempre foi a “diferente” entre suas amigas. Não gostava de baladas e não se apaixona fácil, sendo que ela teve somente um namorado que a machucou e a deixou depressiva por um longo período. Tendo duas amigas, quase irmãs, Bianca tem uma vida relativamente boa, apesar de quase nunca ver sua mãe, pois está sempre viajando a trabalho e não tem um relacionamento comunicativo com o pai, a Bianca sempre soube lidar com isso. Porém as coisas começam a mudar. Primeiro que em uma noite onde suas amigas a arrastaram para o Nest, uma espécie de balada/bar para jovens, sem bebida alcoólica, ela acaba se deparando com o Wesley, o garoto que sempre estudou com a Bianca e ela sempre o odiou pela vida “promíscua” que ele tem. Uma atitude idiota do Wesley, faz com que ele acabe se aproximando da Bianca apenas para “chamar a atenção” das suas amigas, Casey e Jessica. A conversa entre Wesley e Bianca não é agradável e ela acaba sendo chamada de Duff, termo que de acordo com a Bianca, significaria uma garota desastrada, feia, gorda e amiga.
Duff - Kody KeplingerQuando alguns problemas em sua casa a abalam, ela decide ir novamente com as suas amigas para o Nest e como uma forma de fugir dos seus problemas, ela acaba ficando com o Wesley. Após esse fato, diversos problemas vão surgindo e como qualquer adolescente, ela acaba procurando formas de fugir dos seus problemas, consequentemente ela começa a usar o Wesley como sua válvula de escape e começa a realmente a se aproximar dele, conhecendo um pouco mais sobre o garoto que ela sempre odiou e descobrindo que ele apresenta diversas máscaras para lidar com os próprios problemas.
No decorrer do livro, encontramos a necessidade de encarar seus problemas de frente, o amadurecimento, principalmente quando envolve amizades e aprender a lidar com os problemas familiares, deixando claro que eles precisam ser trabalhados por ambas as partes.
Com muito drama adolescente, vemos duas pessoas criando sentimentos até então indesejados, mas inevitáveis e principalmente, conhecemos o outro lado de cada personagem. E claro, podemos acrescentar a força das palavras, o quanto a Bianca sentiu-se mal por ter sido chamada de Duff e o Wesley tendo que lidar com as consequências de ter magoado a Bianca, mesmo que sem a real intenção de fazer isso.
É um livro bem adolescente, mas é tão gostoso de ler, que acredito não importar a idade para se deixar mergulhar neste livro leve e incrível.
Além disso, essa foi uma das capas que mais amei em um livro até hoje. Não há comparação entre essa capa e a original. Achei que combinou com o tema e atrai o público jovem, acrescentando a diagramação linda e a revisão impecável, coisas que aprecio em livros.
Esse livro com certeza carrega muitas lições a serem aprendidas, mas principalmente, ensina que o modo como os outros te olham ou pensam sobre você, não deve realmente ser levado em consideração como a última palavra, afinal, Bianca, mesmo sendo chamada de Duff, continuou sendo ela. Mesmo que tenha sim, ficado magoada com o “apelido”, ela não abaixou a cabeça, agiu como ela mesma e não tentou mudar, porque os outros acham algo dela. Eu amei isso na Bianca, ela não mudou pelos outros, ela mudou porque ela precisava, por ela.
Enfim, a história vale totalmente a leitura. Te faz pensar nas suas atitudes, te faz entender que toda ação tem uma consequência, além de mostrar o quão difícil é a transição da adolescência para a vida adulta, ainda mais quando a sua base, ou seja a sua família, está com a estrutura abalada.

  • Capa
  • Diagramação e Revisão
  • História
  • Personagens
4.9

Ficha Técnica

Resultado de imagem para duff livroCom humor e personagens surpreendentes, Kody Keplinger aborda, em seu primeiro romance, questões como amizade, autoestima e competição feminina Em um grupo de amigas, a DUFF – sigla para Designated Ugly Fat Friend – é aquela que não se destaca, a menos atraente da turma. Ela não se enquadra nos padrões de beleza tradicionais, ou se preocupa menos com o visual, mas nem por isso deixa de ter seus encantos. Bianca Piper é esse tipo de garota. E estava muito bem, até que Wesley Rush, o pegador da escola, veio puxar conversa dizendo que ser legal com a DUFF o ajudaria a se dar bem com suas amigas Casey e Jessica. A partir de então, Bianca começa a se questionar: ela seria a amiga feia? As vantagens e as desvantagens de ser uma DUFF, o que leva alguém a pensar que é uma e outras dúvidas começam a ocupar os pensamentos de Bianca e só não dominam sua cabeça porque ela tem problemas maiores. O casamento de seus pais não vai bem e no dia em que ela descobre que eles estão se divorciando, decide sair com suas amigas para esquecer. Enquanto Casey e Jess se divertem, Bianca encontra Wesley e, num impulso, o beija. Os dois começam uma espécie de inimizade colorida. Bianca acha Wesley um galinha, que se aproveita da beleza e do dinheiro para ficar com o maior número de meninas possível, mas, no fundo, sente-se atraída por ele. Wesley é um cara amigável e não perde uma oportunidade de ficar com ela, ainda que continue chamando Bianca de DUFF. Com a convivência, os dois descobrem que as aparências enganam. Bianca Piper é uma protagonista independente, boa aluna, cínica e descolada. Com senso de humor e diálogos afiados, Kody Keplinger criou um romance sobre a amizade e o amor próprio, que aborda com leveza questões como a competição entre as meninas e a importância dada às aparências. Ao enfrentar seus problemas, Bianca amadurece e descobre que os rótulos que colocamos uns nos outros são armadilhas muito perigosas. DUFF figurou em segundo lugar na lista do New York Times de Young Adult, além de ter estreado nos cinemas brasileiros em 2015.

 

Número de páginas: 326 páginas

Onde comprar: Amazon

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *