O Assassino do Zodíaco - Sam Wilson
Autor Sam Wilson,  Editora Jangada,  Gênero: Fantasia,  Gênero: Mistério,  Gênero: Suspense,  Grupo Editorial Pensamento,  Literatura Estrangeira,  Resenha de Livros,  Resenha de Livros Parceiros

[RESENHA] O Assassino do Zodíaco – Sam Wilson

Eu já contei que nunca li uma distopia com thriller policial? Então, eu nunca tinha me dado a chance de ler um livro assim e ter lido O Assassino do Zodíaco foi a melhor decisão da minha vida. No início, assumo que me assustei com a quantidade de páginas, no entanto, quando você começa a ler não consegue parar e no final, ainda deseja mais.
Logo no começo da história, vemos a distinção que essa sociedade fez para cada grupo de pessoas de acordo com o seu signo. Conhecemos os seus elementos e o que cada signo “colabora” para a sociedade.
Depois de uma arrumadeira sumir e um chefe da polícia ser assassinado, o detetive Burton precisa descobrir urgentemente quem cometeu essa atrocidade que aparentemente está relacionada aos signos. Com a pressão da sociedade, do seu chefe e até do prefeito, Burton concorda em trabalhar com uma astróloga para compreender melhor o que ocorreu e ter uma melhor base de provas na hora de prender e culpar o verdadeiro assassino do policial Williams. Porém tudo piora quando mais um corpo é encontrado e a morte dele também está relacionado com o signo. Lindi, a astróloga e o detetive Burton precisam descobrir quem é esse assassino e evitar que mais mortes ocorram, mas tudo desanda quando o prefeito é morto e todos começam a suspeitar do detetive. Além de ser retirado do caso, ele ainda é levado por um grupo de “policiais especiais” para um suposto interrogatório e a partir daí algumas revelações são feitas para o detetive e ele começa a compreender o que realmente está acontecendo na cidade em que ele vive.
Em paralelo a isso, conhecemos a história de Daniel, um homem rico e com certo poder. Perdeu o pai depois de algum tempo sem realmente ter uma relação de pai e filho, e quando retorna a casa de seu pai para resolver as coisas e começar a tomar decisões, descobre que teve uma filha, fazendo com que Daniel comece uma caçada para encontrar sua filha e a mãe da criança. No entanto, cada vez que ele vai se aproximando da verdade, mais raiva dentro dele começa a crescer, principalmente quando descobre que sua filha está morta e tudo está ligado a uma instituição que tinha o objetivo ajudar os adolescentes que nasceram com um signo diferente de seus pais ou que não se comportam como o seu signo deveria se comportar.
No início você fica confusa quanto a cronologia das situações e a relação da história do Daniel e do detetive Burton e Lindi, porém, ao longo do livro a compreensão se faz presente e começa a entender os motivos de cada um e como a história se interliga. Eu amei isso, de mostrar os dois lados juntos. No começo você pode até pensar que não há relação, mas quando as coisas se interligam, o leitor começa a perceber que as teorias criadas ao longo do livro estavam certas ou erradas e no fim, ainda deixa um espaço para um novo livro se assim desejar.
Estou completamente apaixonada por toda história. A confusão que o autor faz em sua cabeça, para no fim explicar tudo e todos os motivos, você descobrir quem nem sempre o vilão é assim porque deseja, mas que talvez fatores externos o tenha feito assim, que pessoas boas podem se tornar ruins quando coisas ruins acontecem a eles e que nem sempre o bem vence o mal. Você fica na torcida para que tudo dê certo para o detetive Burton e para Lindi, e o autor ainda te deixa se perguntando se você culparia o vilão pelas decisões que tomou.
Não tem como não gostar do livro. Com uma capa maravilhosa, simples mas que combina perfeitamente com a história, ainda temos uma diagramação e revisão impecáveis. A história é boa, mesmo. Você se vê preso do começo ao fim, sem querer parar para respirar, ansiando descobrir quem são os culpados e se vendo em um mundo onde a sociedade é discriminada por seu signo e levando grandes lições como o que a discriminação faz, a intolerância, o sistema político autoritário, a tirania dos grupos que tem opiniões diferentes, porém de forma que faz o leitor pensar e se envolver na história e não tudo explicado, dando esses fatos de “mão beijada”.
  • Capa
  • Diagramação e Revisão
  • História
  • Personagens
5

Ficha Técnica

Uma série de assassinatos de brutalidade incomum tem por vítimas pessoas de classes sociais muito diferentes. Numa sociedade corrupta e violenta, dividida pelos signos do Zodíaco, essas desigualdades vêm do berço e continuam por toda a vida. Alguns minutos de diferença, no momento do nascimento, podem significar uma vida de luxo, como a de Capricórnio, ou de pobreza e sofrimento, como a de Áries. Além de significar vida… ou morte.
Os crimes aparentemente aleatórios que assolam a cidade de San Celeste seriam uma rebelião contra o sistema ou obra de um serial killer? Para encontrar uma resposta, todos os olhos se voltam para o detetive Jerome Burton, encarregado de investigar os crimes, e Lindi Childs, astróloga forense especializada em perfis criminais.
Juntos eles percorrem uma trajetória sombria para tentar desvendar uma história tenebrosa de traição, amores perdidos, promessas quebradas e uma verdade devastadora capaz de abalar o mundo em que vivem…

 

Número de páginas: 464 páginas

Onde comprar: Amazon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *