[RESENHA] O Diário de Myriam – Myriam Rawick & Philippe Lobjois
Home Autor Philippe Lobjois [RESENHA] O Diário de Myriam – Myriam Rawick & Philippe Lobjois

[RESENHA] O Diário de Myriam – Myriam Rawick & Philippe Lobjois

Por Ana Carolina
0 Comentário
O livro nos apresenta a trajetória de Myriam Rawick, uma moradora do bairro Jabal Sayid, um local onde os descendentes de armênios que migraram para a Síria durante o massacre sofrido pelos turcos no período que se inicia em 1915 e segue durante a primeira Grande Guerra Mundial.
Foi lá que Myriam vivia tranquilamente   com sua família até que o exército dos rebeldes começou a tomar conta da cidade de Alepo. É então que o horror se iniciava, e duraria por pelo menos 4 anos, tempo que o governo do Bashar al-Assad levou com o apoio da Rússia, para recuperar o território da cidade.
O jornalista Phillipe Lobjois relata sua busca em Alepo, que começou pelos hospitais, ao encontrar a SOS Cristãos do Oriente que trabalha no apoio de famílias que estão sofrendo com a guerra, Phillipe conheceu um padre que indicou a família de Myriam como um contato, especificamente a sua mãe, que atua ativamente no apoio a comunidade cristã. Logo que o jornalista conheceu a jovem tímida que não gostava de falar, mas tinha muitos escritos, ele se fascinou imediatamente. Ele então percebeu que essa história que merecia ser contada ao mundo, ele orientou Myriam durante alguns meses, para que ela conseguisse finalizar a sua história de tanta dor e sofrimento, mas ao mesmo tempo de esperança de um futuro melhor.
Nos escritos de Myriam encontraremos uma linguagem simples e dolorosa, que relata todos os momentos de horror que ela vivenciou, a quantidade de corpos e sangue espalhados que ela via pela cidade de Alepo, prédios destruídos, amizades que se distanciaram. Cada palavra descrita por Myriam é um tiro em nossa alma e um terror real que dói ler, principalmente ao se perceber que a inocência de uma criança estava sendo tirada.
Conforme os dias vão se passando, é perceptível que Myriam tem cada vez menos disposição para descrever o que acontecia ao seu redor, que sua estrutura psicológica estava sendo afetada ao longo dos quatro anos e o quanto isso afetaria sua vida.
Assim como o diário de Anne Frank, esse livro deveria ser lido por todos, o mundo precisa entender que uma criança não deveria escrever sobre guerra, muito menos vivencia-la, foi uma das leituras mais dolorosas que já fiz, após a história de Anne Frank, dói ler cada relato, cada perda, cada sofrimento, mas ao mesmo tempo é muito bonito ver que Myriam não desistiu, que não perdeu a esperança em um mundo melhor, O diário de Myriam é essencial para despertar a empatia naqueles que vivem em seu mundinho e  pouco se importam com o que acontece do outro lado do mundo, ou que simplesmente criticam sem buscar a fundo os motivos que levam cidadãos sírios a se refugiarem em outros países, como o Brasil.
A Editora Darkside fez uma excelente trabalho de edição nesse livro, como sempre um trabalho muito bem feito, fazendo com que a gente se sinta envolvido de verdade na trama, as ilustrações gráficas de excelente qualidade, a capa é uma graça e traduz bem a história, não encontrei nenhum erro ortográfico, diagramação impecável e uma trama impactante e ao mesmo tempo grandiosa.
Recomendo demais a leitura!
  • Capa
  • Diagramação
  • História
  • Personagens
  • Revisão
4.9

Ficha Técnica

O diário de Myriam por [Rawick, Myriam, Lobjois, Philippe]De um lado, uma menina judia que passou anos escondida no Anexo Secreto tentando sobreviver à guerra de Hitler. De outro, uma garota síria que sonha ser astrônoma e vê seu mundo girar após a eclosão de um conflito que ela nem mesmo compreende. Mesmo separadas por mais de setenta anos, Anne Frank e Myriam Rawick têm um elo comum: ambas são símbolos de esperança e resistência contra os horrores de um país em guerra e acreditam no poder das palavras. O Diário de Anne Frank emocionou leitores de todos os cantos do mundo, e agora é hora de conhecer O DIÁRIO DE MYRIAM, mais recente lançamento da linha Crânio da DarkSide® Books. “Meu nome é Myriam, eu tenho treze anos. Cresci em Jabal Sayid, o bairro de Alepo onde nasci. Um bairro que não existe mais.” O Diário de Myriam é um registro comovente e verdadeiro sobre a Guerra Civil Síria. Escrito em colaboração com o jornalista francês Philippe Lobjois, que trabalhou ao lado de Myriam para enriquecer as memórias que ela coletou em seu diário, o livro descortina o cotidiano de uma comunidade de minoria cristã que sofre com o conflito através dos olhos de uma menina.
Número de páginas: 320 páginas
Editora: DarkSide
Classificação Indicativa: +16

0 Comentário
0

Posts Relacionados

Deixe um comentário