[RESENHA] O Terceiro Testamento - Christopher Galt
Home Autor Christopher Galt [RESENHA] O Terceiro Testamento – Christopher Galt
Um livro que te faz pensar, com uma boa dose de mistério que te prende a história do início ao fim!

Neste livro vamos conferir um grande problema. Ao redor do mundo coisas estranhas vêm acontecendo, pessoas começam a ter visões dos mais variados tipos. Um adolescente assiste Joana D’Arc ser queimada na fogueira. Suicídios em massa ocorrem em várias partes do mundo. Um homem é encontrado morto por inanição. Vinte e sete jovens saltam juntos da ponte Golden Gate.
Sem perceber a população se vê perdida em meio ao caos que a cerca, entrando em transe muito antes de saber o motivo, as pessoas simplesmente apagam nas ruas e encaram o vazio sem entender absolutamente nada. As suposições são muitas e variam de alucinação coletiva a doenças bioterroristas.
O psiquiatra e neurocientista John Macbeth é quem fica encarregado de descobrir o que está acontecendo, isso tudo enquanto lida com seus próprios problemas.
Projeto Um, seu atual projeto envolve a criação de uma inteligência artificial autônoma, praticamente um cérebro que pensa sozinho. Porém, descobrir a verdade pode custar sua vida e a do resto da humanidade. Encarar a verdade pode ser enfrentar realidade de uma forma totalmente diferente e perigosa.
O autor nos apresenta um mondo que está caindo aos pedaços, e pede que de alguma forma, a gente entenda como chegamos ao ponto que chegamos, antes que seja tarde demais.
Nas primeiras páginas vemos um policial e os suicídios em massa que vem acontecendo na Golden Gate. O que é certo, é que há um padrão, mas não uma explicação. As pessoas simplesmente optam por se lançar ao mar daquele lugar. Mas a pergunta é, por quê?
John Macbeth se torna o personagem mais importante da trama com a sua explicação sobre o Projeto Um e o que ele é capaz de fazer. Em épocas de Era Tecnológica, a questão é se o projeto será capaz de pensar por si só, e a temida possibilidade de inteligências artificiais dominarem a humanidade.
É em Boston que tudo começa. É o começo do fim. As pessoas são atropeladas por estarem paradas no meio da rua, lugares explodem sem motivos, mortos são vistos com vidas em casas. Não existe um padrão e muito menos um sinal de melhora. Quanto mais investiga, mais Macbeth percebe que precisa descobrir mais coisas.
O Terceiro Testamento nos apresenta um conjunto de estudos e teorias sobre ciência. Uma história sem sombras de dúvidas muito bem. A narrativa é feita em terceira pessoa, alternando entre diferentes personagens, porém com destaque em Macbeth, o que nos ajuda a facilitar o entendimento.
Já adianto que é preciso ter muita paciência para ler a trama e entende-la, muita coisa precisa ser contada e entendida. Todos os detalhes são de extrema importância e garanto que é impossível parar de lê-los até que seja possível a compreensão do que está acontecendo.
Não encontrei nenhum erro ortográfico, a trama muito bem escrita, personagens bem desenvolvidos, diagramação impecável, a capa e a arte por dentro do livro é muito bem-feita.
Vale muito a pena ler esse livro!

  • Capa
  • Diagramação
  • História
  • Personagens
  • Revisão
5

Ficha Técnica

O mundo parece estar enlouquecendo! Em toda parte, as pessoas começam a ter visões. Um adolescente francês presencia Joana D’Arc na fogueira, e até tenta tirar uma foto com o celular, e a presidente dos Estados Unidos tem visões de seus antecessores dentro da Casa Branca. Ninguém sabe se essas misteriosas aparições são uma espécie de alucinação coletiva, uma doença virótica causada por bioterrorismo ou até sinais do Apocalipse. Ocorrem suicídios em massa em várias partes do mundo, e o psiquiatra e neurocientista John Macbeth, à frente de um projeto para criar uma inteligência artificial autônoma, busca freneticamente uma resposta antes que seja tarde demais. Ele descobre que a verdade por trás de tudo pode mudar os rumos da humanidade para sempre. E até custar a sua vida. Uma história eletrizante que o fará questionar a sua perspectiva da realidade. E até mesmo a sua sanidade.

Número de páginas: 416 páginas
Editora: Jangada
Classificação Indicativa: +16

0 Comentário
0

Posts Relacionados

Deixe um comentário