Seduzida Por um Guerreiro Escocês - Duologia Montgomery e Armstrong #01 - Maya Banks
Autora Maya Banks,  Editora Universo dos Livros,  Gênero: Romance de Época,  Literatura Estrangeira,  Resenha de Livros,  Trilogia Montgomery e Armstrong

[RESENHA] Seduzida Por um Guerreiro Escocês – Trilogia Montgomery e Armstrong #01 – Maya Banks

Gente, eu preciso falar sobre esse livro. Desesperadamente!
Eu nunca tinha lido nada da Maya, apesar de já ter ouvido falar muito sobre os livros dela, e de ter esse livro na estante desde 2016 (comprei na Bienal de SP). Mais de DOIS ANOS com esse hino de livro entocado na estante. Não tenho nem como me defender.
Mas enfim, vamos ao que interessa.
AMO livros de época e históricos sobre escoceses, irlandeses e ingleses, mas o que me chamou atenção nesse em especial foi a mocinha, que é deficiente auditiva. E eu nunca tinha lido uma história que retratasse isso, nem de época, nem contemporâneo. Já me ganhou daí.
Então esse ano eu decidi ler os livros parados na estante e peguei esse. Simplesmente devorei.
Aqui temos dois clãs inimigos desde sempre. Os Montgomery e os Armstrong.
No Clã Montgomery conhecemos o Laird (senhor das terras), Graeme, que segue aquela linha de homem durão, que tem a responsabilidade de proteger e cuidar de todos da sua família e leva isso muito à sério.
No Clã Armstrong temos Eveline, uma mulher determinada, inteligente, forte e muito encantadora, que infelizmente sofreu um acidente alguns anos antes e perdeu a audição. Para se livrar de um casamento com um homem cruel e sem escrúpulos, e evitar uma nova união forçada, ela deixa que as conclusões a que os integrantes de seu clã chegaram, sobre ela ter perdido em partes a sua sanidade, continuem sendo disseminadas, sem que ela tente desmenti-las.
E você me pergunta: como ela sabe disso se não consegue ouvir?
Com os anos, e muita determinação, Eveline aprimorou sua capacidade de ler os lábios das pessoas, portanto, se as falas são bem articuladas e visíveis para ela, Eve consegue entender o que estão dizendo, mesmo sem ouvir.
Numa tentativa de acabar com as guerras e forçar a união desses dois clãs, o rei manda que Eveline e Graeme se casem. Simples assim.
Graeme odeia a ideia, mas sabe que desobedecer o rei seria o mesmo que declarar guerra a ele, e que isso colocaria em risco todo o seu clã. Por isso, mesmo a contragosto, ele aceita. Também ciente dessas consequências, o Laird dos Armstrong (pai da Eveline), cede à ordem do rei e entrega sua filha em casamento. Mesmo odiando a ideia, mesmo temendo tudo o que sua filha poderia sofrer nas mãos do inimigo, principalmente quando ele acha que ela não seria capaz de se defender sozinha por causa da sua doença, ele acaba cedendo.
Eveline sempre sonhou se casar, ter filhos, uma família, mas quando isso estava prestes a acontecer antes de seu acidente, ela descobriu o quanto estaria vulnerável a um homem em um casamento, principalmente se ele não fosse de seu clã. Quando sua mentira não é suficiente para protegê-la de novo, e ela percebe que seria forçada àquele novo casamento pra ajudar seu povo, ela tenta lidar com a ideia. E aceitá-la. Mesmo que tenha medo de seu futuro.
Os noivos se conhecem apenas um dia antes do casamento e a hostilidade e o perigo que emana dos dois clãs ao se unirem é grande, mas não era suficiente para evitar que os noivos, desde o início sentissem-se atraídos, e até fascinados, um pelo outro.“Deus meu, estaria ele cobiçando a própria noiva¿ Sentiu desprezo por si mesmo. Deveria tratá-la com gentileza e bondade. Era óbvio que pairava algo estranho em torno da moça, e mesmo sem saber exatamente o que era, lá estava ele olhando-a como sua futura noiva e pensando em todos os benefícios que isso lhe traria.”Então os dois se casam e a Eveline é levada para as terras dos Montgomery.
O Graeme é aquele personagem que conquista desde o início. Ele concorda com o casamento mesmo acreditando que nunca terá filhos para sucedê-lo no clã, porque ele também acredita que sua noiva é “louca”, como dizem, e está decidido a não tocá-la quando sabe que ela não é capaz de entender o que um homem e uma mulher fazem para consumar um casamento. Para ele tocar numa mulher indefesa que além de ter sido obrigada àquele casamento, não tinha o controle de suas faculdades mentais, seria uma atitude abominável.
Ele é justo, é fiel, defende a esposa da hostilidade e do desprezo dos integrantes de seu clã (que a odeiam simplesmente por ser uma Armstrong) quando pra ele seria muito fácil descontar nela o ódio que sempre sentiu pela família dela, por aquele casamento forçado, por não ter um herdeiro. Ao invés disso, ele a protege.
A gente percebe que Graeme começa a gostar dela mesmo sem entender o que de fato ela tem, que ele a respeita, mesmo numa época em que os homens são ogros e basicamente só tinham mulheres para satisfazer suas necessidades físicas. Por isso é impossível não se apaixonar cada vez mais por ele na leitura, sabe¿
A Eve é forte e sabe se impor e impor suas vontades mesmo sem falar, sem ouvir. Ela tem uma capacidade incrível de se comunicar e se fazer entender. Ela admira o Graeme como homem, deseja ele também como tal, mas precisa confiar nele plenamente pra deixar ele saber que ela não é “louca” como dizem. E isso acontece não rápido demais ou muito devagar. Mas no tempo certo.
É lindo acompanhar o desenrolar da história deles, vê-los enfrentarem juntos mais do que o desprezo e a hostilidade de seus povos, as limitações de ambos, e as conspirações de terceiros. Os dois se desejam, se admiram e, aos poucos, também juntos, constroem e cultivam sentimentos um pelo outro.
Esse é um daqueles livros que nos deixam com um quentinho no coração e um sorriso bem besta nos lábios, que nos faz suspirar em alguns momentos e nos apaixonar pelos personagens em muitos outros. Me conquistou completamente, do início ao fim.
Recomendo muitíssimo para quem ama livros de romance histórico e até pra quem nunca leu o gênero ou já leu e não gostou por algum motivo. Até onde sei, são três livros e a série dos Highlanders da Maya é de outra família\clã. O livro encontra-se disponível no Kindle Unlimited e é uma boa pedida pra quem quer dar uma chance pra esse tipo de história.
Se já leram ou não, me contem o que acharam e se pretendem ler.
Depois desse, preciso ter todos os livros da Maya na estande, sobretudo os históricos. <3
Beijoooos *—*
E até mais!

  • Capa
  • Diagramação e Revisão
  • História
  • Personagens
4.6

Ficha Técnica

Conheça uma mulher extraordinária cujos dons irão ajudar um rude guerreiro a ouvir o próprio coração Eveline Armstrong é imensamente amada e protegida por seu clã, mas as pessoas a consideram diferente, pois apesar de ser linda e encantadora, a moça sofreu um acidente que lhe causou sequelas não só psicológicas, mas também físicas, visto que ela ficou surda. Satisfeita com sua vida reclusa, ela aprendeu a ler lábios e permitiu que o mundo a enxergasse como uma tola. Contudo, quando um casamento arranjado a torna esposa de Graeme Montgomery, integrante de um clã rival, Eveline aceita seu destino – despreparada para os deleites que viriam. Enredado pelos mistérios de Eveline, cujos lábios silenciosos são cheios de tentação, Graeme vê seu casamento ameaçado devido às rivalidades entre clãs e agora deverá enfrentar inúmeras adversidades para salvar a mulher que lhe despertou tanto amor.

 

 

Número de páginas: 416 páginas

Onde comprar: Amazon

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *